isolamento-termico

Como melhorar o isolamento térmico de um imóvel?

Com a chegada de dias mais frios, retomamos um tema recorrente para os portugueses que é a falta de isolamento térmico nas suas habitações. Segundo um inquérito conduzido pelo Portal da Construção Sustentável, 88% dos portugueses considera não ter conforto térmico na sua casa.

A solução para este problema começa por melhorar o isolamento térmico dos imóveis e, para isso, há várias soluções que podem ser aplicadas. Algumas delas implicam um grande investimento uma vez que requerem remodelações mas estas são soluções a longo prazo. Outras soluções passam por pequenas coisas que pode começar a fazer já hoje para que não passe tanto frio neste Inverno.

O que é o isolamento térmico?

O isolamento térmico refere-se à capacidade que um material tem para dissipar o calor. Esta capacidade também pode ser definida pela resistência térmica, ou seja, a resistência que um material apresenta ao fluxo de calor.

Quando dois materiais estão em contacto, eles transferem calor entre si de forma a igualar as suas temperaturas. Um material que dificulta este processo de troca de calor significa que tem uma elevada resistência térmica e pode ser considerado um material isolante já que tem uma elevada capacidade de isolamento térmico.

Assim, o isolamento térmico não serve apenas para proteger as nossas casas do frio no Inverno, mantendo a casa quente. Um bom isolamento térmico serve também para as proteger do calor no Verão, mantendo-a fresca. Isto faz com que o uso de equipamentos como aquecedores ou sistemas de ar condicionado seja o mínimo possível.

isolamento-termico-equipamentos

Porque é que deve preocupar-se com o isolamento térmico da sua casa?

Quando uma casa tem um isolamento térmico eficiente isto significa que as trocas de calor entre o interior e o exterior da casa são limitadas. Em casas mal isoladas, até 25% do calor é dissipado pelas paredes e tetos, o que obriga a um aumento do consumo energético visto que será preciso recorrer mais ao uso de equipamentos de climatização para compensar estas trocas de calor.

Assim, aumentar o isolamento térmico de um imóvel permite:

  • Manter a temperatura interior: o ideal é que a temperatura no interior de uma casa não sofra oscilações ao longo do ano. Isto significa que, no inverno o calor não deverá sair e, no Verão, o calor não deverá entrar. Isto apenas é possível graças a um isolamento térmico adequado;
  • Poupar eletricidade: uma casa bem isolada termicamente não precisa de recorrer tanto a sistemas de climatização como aquecedores ou sistemas de ar condicionado, permitindo poupar na eletricidade e, consequentemente, poupar dinheiro e melhorar o certificado energético do imóvel;
  • Evitar humidade: um bom isolamento térmico nas paredes faz com que estas se mantenham mais quentes, o que evita a condensação do vapor de água na sua superfície. Isto faz com que o risco de surgirem humidades e mofo nas paredes seja menor;
  • Ter mais espaço: isolar zonas da casa que eram pouco utilizadas devido à falta de conforto térmico nas mesmas (como o sótão ou caves) faz com que tenha mais espaço útil na sua casa;
  • Aumentar o valor do imóvel: tal como referido anteriormente, um bom isolamento térmico é sinónimo de uma melhor eficiência energética, o que aumenta o valor do imóvel;
  • Aumentar o isolamento acústico: muitos dos materiais utilizados para melhorar o isolamento térmico dos imóveis também ajudam a reduzir o ruído proveniente do exterior.

isolamento-termico-selante

O que pode fazer para melhorar o isolamento térmico da sua casa?

A primeira coisa que deve fazer é perceber quais são as divisões ou pontos mais críticos da sua habitação que precisam de uma intervenção.

Assim, poderá perceber se deverá substituir portas e janelas já que estes são essenciais para o conforto térmico, uma vez que estão em contacto direto com o exterior. Por outro lado, se o maior problema de isolamento térmico que a sua habitação tem é no telhado, então poderá pensar em aplicar um isolamento térmico exterior.

De qualquer das formas, é indispensável perceber onde é necessário a maior intervenção para que possa escolher os materiais mais adequados e assim garantir que estará a fazer um bom investimento.

Algumas das soluções a longo prazo mas que poderão exigir um maior esforço e investimento financeiro da sua parte são:

  • Substituir as suas janelas por janelas de vidros duplos;
  • Substituir isolamento antigo, danificado ou acumulado no fundo das paredes;
  • Instalar uma base isolante sob o pavimento para que o chão não fique frio no inverno;
  • Instalar um equipamento de aquecimento de água com isolamento;
  • Isolar os canos de água quente.

Enquanto planeia para uma solução a longo prazo, há pequenas coisas que pode fazer já hoje que não requerem a mesma disponibilidade financeira, tais como:

  • Isolar chaminés ou fechar lareiras (visto que são o equivalente a ter uma janela sempre aberta);
  • Verificar os selantes das portas e janelas e substituí-los, se necessário;
  • Usar fitas de calafetagem para evitar correntes de ar;
  • Aplicar isolamento fino nas caixas dos estores.

Conclusão

Apesar de haver pequenas coisas que poderá fazer que irão ajudar a manter o conforto térmico da sua casa, vale sempre a pena considerar investir em alterações mais profundas para aumentar o isolamento térmico de um imóvel.

Pode ser um investimento inicial considerável mas, notará uma grande diferença logo na primeira fatura de eletricidade visto que não irá precisar de utilizar tanto os seus equipamentos de climatização para compensar todo o calor que perde através das janelas, paredes, tetos e até pelo chão.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado.