casa-amiga-do-ambiente

7 dicas para uma casa amiga do ambiente

As consequências das alterações climáticas são cada vez mais visíveis e fazem com que a necessidade de proteger o nosso planeta seja cada vez maior. Muitas pessoas já criaram hábitos novos, como a reciclagem, mas precisamos de ir mais longe. E uma excelente forma de começar é tornando a nossa casa amiga do ambiente.

Neste artigo, irá descobrir várias dicas que pode seguir para adotar hábitos mais sustentáveis. Algumas são ações simples que pode adoptar já hoje e outras requerem algum investimento. Mas a longo prazo, todas elas darão um grande contributo para o planeta Terra.

1. Invista em lâmpadas energeticamente eficientes

Esta dica já circula há uns anos mas ainda nem todas as pessoas a incorporaram no seu dia-a-dia e, por isso, vale a pena reforçar a sua importância. Ao investir em lâmpadas mais eficientes não irá apenas tornar a sua casa amiga do ambiente, como também irá poupar na sua conta de eletricidade.

As lâmpadas incandescentes produzem perdas de energia na ordem dos 80% através do aquecimento. Já nas lâmpadas LED esse desperdício é de apenas 10-20%. Por isso, troque as suas lâmpadas incandescentes por lâmpadas LED que, para além de gastarem menos energia, também duram até 12 vezes mais do que as lâmpadas tradicionais.

2. Lave a sua roupa em água fria, encha a máquina e evite o secador

Há muitas coisas que pode fazer na hora de lavar a sua roupa. Comece por esperar até ter roupa suja em quantidade suficiente para encher a máquina. Assim irá aproveitar bem toda a água e eletricidade que vai ser usada durante esse ciclo e que a máquina irá gastar independentemente da quantidade de roupa que estiver lá dentro.

Depois, é importante saber que grande parte da energia gasta pela máquina de lavar roupa é usada para aquecer a água durante a lavagem. Por isso, reduzir a temperatura da água, ou até mesmo lavar com água fria, pode significar uma grande poupança. Para além disto, a água quente pode danificar os tecidos por isso, ao reduzir a temperatura da água também estará a preservar a sua roupa, fazendo com que ela dure mais tempo.

Finalmente, quando chega a altura de secar a roupa, acima de tudo nos meses quentes e solarengos, opte por estender a roupa ao sol e evite o secador da roupa.

casa-amiga-do-ambiente-encher-a-maquina

3. Escolha produtos de limpeza amigos do ambiente

É importante ter em consideração o tipo de produtos de limpeza que usa. Isto, porque quando vão pelo ralo abaixo, a água escoada irá voltar a entrar na rede de abastecimento e precisará de ser tratada de forma a voltar a estar pronta para uma nova utilização.

No entanto, alguns detergentes requerem mais energia para serem retirados da água de forma a que esta volte a estar própria para consumo do que outros. Pode optar por usar bicarbonato de sódio, sumo de limão ou vinagre em vez de produtos com lixívia e detergentes para matar bactérias e deixar a sua casa livre de gordura e odor.

Mudar para uma limpeza a vapor de forma a desinfetar e matar germes é outra maneira ecológica de manter a sua casa limpa, sem necessidade de usar produtos de limpeza.

4. Instale um chuveiro de baixo fluxo

Todos sabemos que ao tomar duche gastamos muito menos água do que com um banho de imersão. Mas isso só é verdade se não demorarmos 30 minutos por dia com água a correr, ainda para mais, usando uma cabeça de chuveiro com elevada pressão.

Por isso, uma excelente maneira de poupar água é substituindo a sua cabeça de chuveiro por uma com menor pressão e tentar não demorar mais do que 10 minutos no duche.

5. Faça a compostagem do lixo orgânico

Compostagem é o processo biológico através do qual microrganismos transformam a matéria orgânica num material semelhante ao solo, chamado composto. Este composto é rico em nutrientes e pode ser usado para melhorar o crescimento das plantas ao ser aplicado na terra dos seus vasos, relvados e jardins.

Assim, tal como existe a reciclagem de materiais como o vidro, plástico e papel, também o seu lixo orgânico (como restos de comida) é reaproveitado através deste processo. No entanto, é preciso aprender como o fazer.

Felizmente, hoje em dia existem muitas câmaras municipais que dão formação nesta área e, para além de fornecerem caixas de compostagem individual, algumas também têm programas de compostagem comunitária, como é o exemplo de Câmara Municipal de Lisboa.

casa-amiga-do-ambiente-compostagem

6. Melhore o isolamento térmico da sua casa

Uma casa com um bom isolamento térmico significa que tem menos trocas de calor com o exterior e, por isso, requer menos energia para aquecer ou arrefecer de forma a que esteja a uma temperatura confortável. 

Comece por verificar se as suas janelas e portas estão bem isoladas e se as paredes e o teto não estão a gerar grandes perdas de calor. Eventualmente, se ainda não o fez, pode ser uma boa ideia investir na instalação de vidros druplos que isolam não só o calor como o som.

7. Troque eletrodomésticos antigos por outros com uma melhor eficiência energética.

Consegue ver a eficiência energética de um eletrodoméstico através do seu certificado energético. O certificado energético é o documento que resulta da avaliação de um eletrodoméstico, classificando-o numa escala de A+ (muito eficiente) a G (pouco eficiente). 

Ele serve para informar potenciais consumidores sobre se devem esperar elevados consumos energéticos ou não. Assim, quando chegar a altura de substituir algum dos seus eletrodomésticos, poderá optar por escolher um que seja mais eficiente de forma a reduzir o seu consumo de energia.

Conclusão

Cabe a todos e cada um de nós implementar novos hábitos no seu dia-a-dia para proteger o planeta e uma excelente maneira de começar é ao escolher algumas destas dicas (ou até todas) para tornar a sua casa amiga do ambiente.

Algumas requerem um maior esforço do que outra, mas com certeza que há alguma que pode começar a implementar a partir de hoje e que não precisa de um grande compromisso ou mudança do seu estilo de vida. Aos poucos poderá progredir para implementar algumas das dicas mais exigentes como o investimento no isolamento térmico e em eletrodomésticos com um melhor eficiência energética.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado.